A Virada Sustentável Salvador 2018 se propõe a ocupar e vivenciar a cidade e propor, coletivamente, uma visão positiva e inspiradora sobre sustentabilidade, que apontem caminhos e soluções possíveis para construir uma sociedade mais justa e igualitária. Com uma programação gratuita e diversificada, que investe em conhecimento, ação e cultura, a Virada – reconhecidamente o maior festival de cultura, mobilização e educação para a sustentabilidade da América Latina – acredita no poder transformador da arte e na cultura como elemento de inclusão. O Festival promove dois dias de shows, reunindo seis atrações: Larrisa Luz, Pedro Pondé, ÀTTØØXXÁ, Tássia Reis, OQuadro e Zuhri, no Anfiteatro Dorival Caymmi, no Parque da Cidade.

O cantor e compositor Pedro Pondé abre a programação musical da Virada Sustentável no dia 1º de dezembro, apresentando as canções do EP “Licença” e releituras de clássicos da MPB, como “Tigresa” (Caetano Veloso), “Carcará” (João do Vale e José Cândido), “Geni e o Zepelin” (Chico Buarque) e “Ocê i eu” (Gonzaguinha). Na sequência, quem sobe ao palco é Zuhri, coletivo baiano que mistura rap com jazz. O encerramento fica por conta da paulista Tássia Reis, com o show da #OutraEsferaTour.

No dia 02 de dezembro, a banda ilheense OQuadro apresenta as canções do disco “Nêgo Roque”, misturando rap, rock, zouk, soul e eletrônica com a musicalidade baiana e da Jamaica. Em seguida, quem sobe ao palco é Larissa Luz, com o último show da turnê de “Território Conquistado”, misturando performances de dança em diálogo com poesia e imagens em projeção. O encerramento fica por conta de ÀTTØØXXÁ, convidando o público a “meter dança” ao som das batidas de #BLVCKBVNG e LUVBOX.