Um dos mais importantes programas do Itaú Cultural, o edital Rumos 2017-2018 divulgou os selecionados, nesta segunda-feira (28). Dos 109 projetos escolhidos, há temáticas relacionadas à negritude, questões de gênero, indígenas e acessibilidade, além de criações em literatura, audiovisual, artes cênicas, música e História em Quadrinhos (HQ).

Ao todo, sete projetos baianos foram selecionados pelo programa que está em sua 18ª edição. Entre eles, está o projeto Melodia-a-Dia de Circo, da sanfoneira e cantora Lívia Mattos, que inclui a criação, documentação, pesquisa e desenvolvimento do documentário Música de Circo. Outro baiano que faz parte da lista é Memórias Afro-Atlânticas, projeto de Cassio Nobre que visa dar continuidade à divulgação de acervos sonoros inéditos de pesquisas sobre a musicalidade e a diversidade no candomblé da Bahia, realizadas entre 1940-1941 pelo linguista negro norte-americano Lorenzo Dow Turner (1890-1972).

Confira os vencedores baianos

Fruto do Mato – cinema para todas (Renata Almeida de Matos)

Lençóis-Bahia
Região impactada: Bahia
Modalidade: Criação e desenvolvimento
Tema: Audiovisual/cinema
Recorte: Questão de gênero e racial

O Cineclube Fruto do Mato pretende desenvolver o cineclubismo na cidade baiana de Lençóis, na Chapada Diamantina, e a formação de público para o cinema nessa região. O projeto terá programação mensal de filmes e conversas com moradores da região sobre produções com temáticas raciais, LGBTQ e feministas, além de rodas de conversa com convidadas. Nas comunidades quilombolas, também será ministrada uma oficina de animação.

Histórias Andantes (Jackson Alexandre Costa Cavalcante)

Paulo Afonso-Bahia
Região impactada: Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe
Modalidade: Criação e desenvolvimento
Tema: Teatro

Montagem cênica e circulação do trabalho de pesquisa sobre lendas, costumes e crenças de um conjunto de expressões do imaginário que povoam as cidades atingidas por barragens nas construções das hidroelétricas entre a Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas.

InstruMentes – música para (re)invenção (Alana Silva Silveira)

Salvador-Bahia
Região impactada: Bahia
Modalidade: Criação e desenvolvimento, pesquisa e desenvolvimento
Tema: Música

Criação de uma rede de produção, formação e fruição da música experimental em Salvador por meio de programação gratuita com a participação de músicos-inventores num ateliê coletivo para encontros-residência; apresentações musicais calcadas na improvisação e na ocupação plástica-sonora a partir dos instrumentos interativos criados; e atividades de formação musical em lutheria experimental básica e avançada para jovens do Centro Histórico de Salvador. O projeto prevê ainda a produção de uma websérie sobre os processos criativos que envolvem lutheria, música e artes visuais.

Melodia-a-Dia de Circo – documentário e plataforma (Lívia Souza Mattos)

Salvador-Bahia
Região impactada: Bahia
Modalidade: Criação e desenvolvimento, documentação, pesquisa e desenvolvimento
Tema: Circo

Partindo das memórias de circenses veteranos, este projeto visa a produção do documentário Música do Circo, como recorte temático do material levantado. Trata-se de registrar narrativas de artistas de circo com 70, 80 e até 100 anos de idade, verdadeiras bibliotecas vivas. A produção do documentário inclui a realização de uma terceira etapa de entrevistas, abarcando circenses de regiões ainda não alcançadas pelo projeto, músicos que tocaram em circo e pesquisadores do tema. Também inclui pesquisa em acervos já existentes.

Memórias Afro-Atlânticas: as gravações de Lorenzo Turner na Bahia (1940-1941) (Cassio Leonardo Nobre de Souza Lima ME)

Salvador-Bahia
Região impactada: Bahia
Modalidade: Documentação
Tema: Patrimônio e memória
Recorte: Questão racial

O projeto visa dar continuidade à divulgação de acervos sonoros inéditos de pesquisas sobre a musicalidade e a diversidade no candomblé da Bahia realizadas entre 1940-1941 pelo linguista negro norte-americano Lorenzo Dow Turner. Algumas das pessoas registradas por Turner foram Martiniano Eliseu do Bonfim, Manoel Falefá, Joãozinho da Gomeia e Mãe Menininha do Gantois. O projeto tem pesquisa e curadoria de Xavier Vatin, etnomusicólogo e professor de antropologia da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), coordenação e produção musical de Cassio Nobre, músico e etnomusicólogo, e produção-executiva da Couraça Criações Culturais.

O Amor dentro da câmera (Tenda dos Milagres Produções Artísticas e Culturais LTDA – ME)

Salvador-Bahia
Região impactada: Bahia
Modalidade: Criação e desenvolvimento
Tema: Audiovisual/cinema

Documentário de ensaio que conta a história de Orlando e Conceição Senna, personagens da história do audiovisual baiano que se conheceram num set de filmagem. Romance de quase 60 anos que se confunde com a história do seu tempo, principalmente do cinema brasileiro nas fases de cinema novo, cinema marginal e tropicália, além do novo cinema latino-americano. Uma história de amor entrelaçada com a cultura latino-americana dos últimos 60 anos.

Pesquisa sobre o longa-metragem ficcional “Vai à Luta” e elaboração de roteiro de documentário (Paula Beatriz Carneiro da Silva Dias)

Palmeiras-Bahia
Região impactada: Bahia, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo
Modalidade: Pesquisa e desenvolvimento
Tema: Audiovisual/cinema
Recorte: Questão racial

Proposta de pesquisa sobre o filme Vai à Luta e desenvolvimento de roteiro de documentário. Este será um trabalho arqueológico, tendo em vista as pontes de diálogo com o presente e uma articulação crítica com outros filmes brasileiros produzidos no mesmo contexto histórico e/ou que se aproximam pela temática e outros vestígios fílmicos, referências e ligações que emergirão da investigação inicial. Será também um processo de criação estética que seja capaz de traduzir audiovisualmente os campos de significados em torno dos cruzamentos de memórias que o projeto pretende trabalhar, suas temporalidades e naturezas, as memórias privadas e familiares que trazem à tona uma memória do cinema, da Bahia e do Brasil. (Correio 24 Horas)