Unzó Maiala, localizado na Travessa Padre Domingos de Brito, n° 34, no bairro do Garcia, lançará no próximo dia 09 de setembro (segunda-feira), a partir das 18h, o projeto Matriarcalidade: O poder das Yabás e a força geradora da vida, que visa construir espaços de informação e discussão sobre o autocuidado, a saúde reprodutiva e os ciclos do corpo da mulheres negras (cis e trans) da periferia de Salvador. O evento ocorrerá em meio ao Caruru do terreiro.
Neste dia, ocorrerão ainda oficinas de turbante e maquiagem para mulheres negras, com filhas de Santo da casa, que fazem parte da programação do primeiro ciclo do projeto dedicado a Oxum/Ndandalunda, yabá das águas doces e relacionada a fertilidade e a autoestima. Para participar dessas oficinas não será necessária inscrição.
O ciclo a Dandalunda terá uma segunda etapa, no dia 13 de setembro (sexta-feira), das 16h às 21h, em que ocorrerá uma oficina sobre a auto-observação do ciclo menstrual a partir das alterações que afetam o corpo feminino com as educadora s Laís Souza e Maíra Coelho, que em conjunto com a terapeuta holística Jaqueline de Almeida e a designer Luma Flôres escreveram o Manual de Ginecologia Natural e Autônoma, a ser distribuído na oficina.
Este dia iniciará com a percussão ritualística de Sanara Rocha – atriz, diretora de Teatro e musicista. Como instrumento de valorização e fortalecimento da autoestima, serão oferecidas duas oficinas de estética afro – de tranças e Dreads. Para o dia 13 de setembro é necessário inscrever-se através do link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeuzJTnCInPxA7FROAM80QW17VnnjDxpGugjMSQTZna2E3Zrg/viewform?usp=pp_url, ou pela pagina do Instagram do Unzó Maiala, ou no próprio dia do evento, caso não tenham sido preenchidas às 30 vagas disponíveis.