elibiaportela@gmail.com

Dia dos Namorados

Essa comemoração sempre foi ligada ao Padre Valentim. Isso remonta à Roma Antiga, especificamente na época do imperador Cláudio II. Há relatos dando conta de que ele proibia o casamento durante as guerras, pois acreditava que os solteiros transformavam-se em melhores guerreiros. Nesse período também era comum – e continuou assim por muitos e muitos anos – os casais apaixonados serem impedidos de casar. Por isso, antes de fugir ou antes das guerras, o Padre Valentim fazia um casamento às escondidas, para eles receberem as bênçãos de Deus antes de partir. Valentim foi condenado à morte no dia 14 de fevereiro e, depois, a própria Igreja Católica transformou-o em mártir, permitindo a comemoração dessa data, celebrada inicialmente entre ingleses e franceses e, posteriormente, nos Estados Unidos. No Brasil, a data não teve inicialmente uma conotação tão romântica. Ela foi trazida como ideia pelo publicitário João Dória, em 1949, quando ele havia retornado de uma viagem dos Estados Unidos. Como junho era um mês de baixa nas vendas, os comerciantes decidiram introduzi-la no mercado às vésperas do Dia de Santo Antônio. Mas, se há ou não intenção comercial, os casais apaixonados querem mesmo é celebrar. Deixo aqui as minhas sugestões para complementar um jantarzinho bem romântico! Sucesso!

Entradas –Tomatinhos cereja salteados no azeite, e alho picado. Tempere com sal, pesto e pimenta branca. Antes de retirar do fogo, junte algumas folhas de manjericão e tampe a panela por 30 segundos, com a chama desligada. Servir sobre a Burrata.

Salada Romana – IngredientesMix de Folhas (alface americana, alface roxa e rúcula), higienizadas. 3 figos cortados em gomos largos, e grelhados numa chapa com azeite. 150 g de Presunto Parma em fatias finas, palmito em rodas. Arrume todos artisticamente e sirva regado com o molho á parte. Para o molho. Misture bem 2 colheres de sopa de mel, 1 colher de sopa de mostarda em pasta, 1 colher de sopa de azeite de oliva, uma colher de sopa de vinagre balsâmico, sal e pimenta branca á gosto. Bater todos juntos emulsionando com um garfo, até que todos fiquem homogêneos.

Prato Principal – Filé ao Parmegiano – Use o Filé Especial cortado em bifes largos. Achate-os rapidamente com o peito da mão, e tempere-os com sal, pimenta do reino, alho socado, e um pouco de molho inglês, reserve por 10 min. Empanar farinha de trigo, ovos mal batidos e farinha de pão misturada meio a meio com queijo parmesão ralado. Fritar em bastante óleo quente, e passar por papel absorvente. Arrume-os em um refratário, regar com molho de tomates e bastante queijo parmegiano ralado grosso. Levar ao forno para gratinar. Servir com purê de batatas eTomatinhos cereja salteados no azeite, e alho picado. Tempere com sal e pimenta branca. Antes de retirar do fogo, junte algumas folhas de manjericão e tampe a panela por 30 segundos, com a chama desligada.

                                                         Acompanhamento – Purê de Batata – 6 batatas grandes cozidas e passadas por espremedor, 250 ml de leite, 2 colheres de sopa de queijo ralado, 1 colher de sopa de manteiga, sal a gosto. Levar ao fogo misturando sempre até formar um purê que cozinha por 1 minuto.

Sobremesa – Pana Cotta de manga: 1 litro de creme de leite, 180g de açúcar, 5g de baunilha. Gelatina em folha (3 folhas e meia) ou 12g em pó,1/4 de raspas de limão-siciliano. Calda de manga: 200g de água, 160g de açúcar, algumas frutas vermelhas. Modo de fazer:  Coloque o creme de leite, o açúcar e a baunilha em uma panela para ferver.  Após o ferver, desligue o fogo e adicione as raspas de limão e a gelatina. Coe e coloque em copos ou taças individuais (2 ou 3 horas na geladeira). Dicas (hidrate a gelatina. Se a gelatina for em pó, coloque 5 colheres de água e derreta no micro-ondas aproximadamente 5 segundos por três vezes. Se for a folha, coloque-as na água e, quando formar um gel, coloque na panela). Adicione a calda de manga na hora de servir. Para a Calda, basta reduzir a água com açúcar pela metade no fogo. Adicione uma manga cortada em cubinhos na calda e bata no liquidificador. Peneire ao final para ficar cremoso. Obs.: Pode fazer com outas frutas.