A Caixa Cultural Salvador apresenta a exposição Peraltagens, um convite à interação, com obras feitas de tecido e inspiradas em contos do mundo inteiro e renomados autores. Montagem do grupo Os Tapetes Contadores de Histórias, a mostra chega a Salvador no dia 26 de novembro, com abertura às 19 horas, e segue aberta à visitação de 27 de novembro a 26 de janeiro, de terças-feiras a domingos, das 9h às 18 horas, com acesso gratuito e livre para todos os públicos.

Por meio de um acervo em que se destacam tapetes, malas, painéis, objetos e livros de pano, os visitantes que forem à mostra irão encontrar cenários para narrativas de escritores como Ana Maria Machado, Carlos Drummond de Andrade, Graciliano Ramos, Ricardo Azevedo e Sérgio Capparelli. O título da exposição, Peraltagens, também é uma alusão à obra do poeta matogrossense Manoel de Barros.

As obras são feitas por artesãos franceses do projeto Raconte-Tapis, por artistas peruanos do projeto Manos que Cuentan e também por integrantes do próprio grupo, que há 20 anos utiliza a técnica da costura de tecidos para despertar o interesse de crianças, jovens e adultos pelas artes e leitura.

Na mostra, os visitantes vão encontrar tapetes tridimensionais do projeto Raconte-Tapis, painéis e livros de pano e uma diversidade de obras costuradas em grandes dimensões, como um tapete gigante de 12 metros que foi inspirado em um conto brasileiro. “Como é uma exposição interativa, as crianças poderão até subir no tapete”, afirma Warley Gourlart, curador da mostra.

Ao lado de cada obra, encontra-se o livro correspondente como um incentivo à leitura, complementa o coordenador geral. “Peraltagens é um projeto voltado para toda a família, para crianças, adolescentes e adultos. Ao tempo em que a criança conhece as obras e interage com elas, ela pode ver seus pais lendo os livros ou contando histórias que acompanham cada trabalho. É um estímulo ao conhecimento”, destaca.

Além da visitação aberta, o projeto contará com sessões de histórias para o público espontâneo e oficinas de formação de contadores de histórias. As oficinas terão duas turmas, cada uma com 25 pessoas. Uma com aulas de 10 a 13 de dezembro, de terça à sexta-feira, das 9h30 às 12h30; e outra de 21 a 24 de janeiro, também de terça à sexta-feira, das 9h30 às 12h30. Os interessados devem ter mais de 14 anos e não precisam de nenhuma experiência na área. As inscrições devem ser feitas presencialmente.

Contadores – O grupo carioca Os Tapetes Contadores de Histórias foi criado em 1998 por atores formandos da Escola de Teatro da UniRio, que conheceram a prática da criação de narrativas em tecidos com o diretor teatral, contador de histórias e artesão francês TarakHammam, responsável pelo projeto “Raconte-Tapis”, desenvolvido no interior da França desde 1987.

Inicialmente, as peças eram compostas por tapetes do artista francês, que representam cenários de contos da África, Ásia e Europa. Três anos depois, em 2001, Warley Goulart, então integrante, inaugurou o projeto no país com a criação de tapetes artesanais a partir de histórias brasileiras. Os Tapetes Contadores já se apresentaram no Brasil, Austrália, Espanha, Portugal, México, Argentina, Chile, Nicarágua, Paraguai, Peru, Bolívia e Benin.

Informações e entrevistas:

Viva Comunicação Interativa – tatiane@interativaviva.com.br

 

Serviço:

Artes Visuais – “Peraltagens”

Período: 27 de novembro de 2019 a 26 de janeiro de 2020 (de terças-feiras a domingos)

Horário: das 9h às 18h

Local: CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro)

Entrada Gratuita 

Classificação indicativa: Livre

Abertura:26 de novembro de 2019, às 19h

Informações: (71) 3421-4200

Atividades Paralelas:

-Sessões de Histórias
De terça à sexta-feira, às 14 horas, e sábados, domingos e feriados, às 16 horas;
* Lotação: 50 pessoas. Duração: 45 minutos. Classificação LIVRE
* Distribuição diária de senhas, a partir das 9 horas, no Receptivo da Caixa Cultural Salvador.
As senhas serão distribuídas diariamente e exclusivamente para as sessões que ocorrerão no próprio dia.

– Oficinas de Formação
Ateliê de Histórias, com Warley Goulart, de 10 a 13 de dezembro, terça à sexta-feira, das 9h30 às 12h30
* Número máximo de participantes: 25, acima de 14 anos
* Inscrição presencial a partir de 01 de dezembro na recepção da Caixa Cultural

Ateliê de Histórias, com CaduCinelli, de 21 a 24 de janeiro,  terça à sexta-feira, das 9h30 às 12h30

* Número máximo de participantes: 25, acima de 14 anos
* Inscrição presencial a partir de 11 de janeiro na recepção da Caixa Cultural