O poeta José Inácio Vieira de Melo e o compositor Elpídio Bastos são os convidados na segunda-feira (12) do Som das Sílabas, sarau dedicado exclusivamente à produção autoral nas áreas da poesia e música, idealizado pelo cantor e compositor Gabriel Póvoas. O projeto, que é realizado todas as segundas-feiras, às 19h, no Velho Espanha (Barris), traz a cada edição dois artistas de ambas as áreas como convidados especiais. Na ocasião, o palco também fica aberto para a divulgação de poesias e canções autorais das artistas presentes, disponibilizando violão de nylon para as participações. A poeta Ritta Cidhreira fará a mediação do evento, junto a Gabriel. A educadora e pesquisadora Eurides Nascimento – mentora da Libras Mais, empresa que promove ações nas áreas de cultura, educação e acessibilidade voltadas para o exercício pleno da cidadania da pessoa surda – vai traduzir para libras, durante o sarau, alguns poemas e músicas apresentados no evento. Produção de Claudinha Ferraz. Pague quanto quiser. Reserva de mesa no 71 3043-7481. Mais informações pelo Instagram @somdassilabas.

José Inácio Vieira de Melo (1968), alagoano radicado na Bahia, é poeta, jornalista e produtor cultural. É um dos poetas mais reconhecidos da sua geração em todo país. Sua obra tem merecido a atenção de grandes nomes da literatura de língua portuguesa, como Thiago de Mello, Affonso Romano de Sant’Anna, Marco Lucchesi, Salgado Maranhão, Antonio Miranda, Fernando Py, Casimiro de Brito e Gonçalo M. Tavares, assim como dos saudosos Gerardo Mello Mourão, Lêdo Ivo, Myriam Fraga, Moacyr Scliar e Hélio Pólvora. Dentre os prêmios conquistados ao longo da sua trajetória, destacam-se o Prêmio O Capital 2005, com o livro A terceira Romaria, e o Prêmio QUEM 2015, da Revista Quem, da editora Globo, na categoria Literatura – Melhor Autor, com o livro Sete.

O compositor Elpídio Bastos estudou música erudita, na Escola Católica de Salvador, durante cinco anos, quando se dedicava ao violão. É diretor musical e baixista do Olodum há quase duas décadas. Dentro da sua trajetória já participou de projetos como “Sua Nota é Um Show” (abrindo show de Jorge Ben Jor) e Festival de Lençóis, junto com Tony Garrido, além de já ter aberto shows de nomes da música popular brasileira como Vander Lee, Luiz Melodia, Emilio Santiago e Flávio Venturini. Antes do Olodum, dirigiu Ivete Sangalo e tocou com Daniela Mercury, no Companhia Clic. Como cantor, arranjador e baixista, ganhou em 1989 o prêmio de “Banda Revelação” do grupo Suíte. Apenas em 1998, que Bastos realizou seu primeiro trabalho solo, o show “Lado B”. Se segundo cd, intitulado “Meu Tesouro”, foi vencedor do Troféu Caymmi 2004, na Categoria de Melhor Disco Pop.

SERVIÇO:

O quê? Sarau Som das Sílabas

Quando? Toda segunda-feira, às 19h

Onde? Velho Espanha Bar e cultura – Rua General Labatut, 38, Barris

Quanto? Pague quanto quiser

Reserva de mesa? 71 3043-7481