Realizado pela Prefeitura Municipal de Itaparica, junto à Secretaria de Turismo e Cultura do município, o FITA – I Festival de Itaparica, vai ficar marcado na memória do povo itaparicano, e de todos  aqueles que passaram por lá neste fim de semana. Foram três dias de festa, sexta, sábado e domingo, com mais de 30 horas de programação intensa de música e poesia, e nenhuma ocorrência policial de violência. A paz e a celebração reinaram absolutos do início ao fim do projeto, que foi encerrado na madrugado da segunda com um show explosivo da badalada BaianaSystem. O palco, digno de grandes eventos, recebeu artistas locais e nomes da cena nacional.  Dentre os destaques da sexta (27), o grupoBaba de Moça, o mestre Bule Bule, os caboclos “Guaranis” de Itaparica, o cantor Lazzo Matumbi e Mariene de Castro. No sábado, nomes como o saxofonista Henrique Moura(integrante da Orkestra Rumpilezz e morador da ilha), Nanda Ribeiro e Os Caras Lá de Cima, Andréia Pradho (que incluiu a canção Ilha Grande no repertório para homenagear o povo de Itaparica), Lirinha e seu show visceral, e Zeca Baleiro. No terceiro e último dia dessa primeira edição, a Banda local Alibal Conspiracy, o grupo de rap Irmandade e Skate de Itaparica, o Sarau do Poeta, com Jackson Costa e banda e a já citada BaianaSystem

No camarote da prefeitura, o que se viu durante os três dias de festival, foi uma gente feliz e satisfeita. A prefeita Marlylda Barbuda, que abraçou o projeto desde o início da sua concepção, marcou presença durante todo o evento e recebeu amigos e convidados no espaço reservado, dentre eles deputada Fabíola Mansur. O secretário de Turismo de Itaparica, Luiz Emanuel Dias de Jesus,  também esbanjava felicidade. Ambos foram convidados ao palco e declararam que o FITA veio para ficar e tem vida longa.

Yulo Cezzar (Concepção, Curadoria e Direção Artística), Ana Paula Prado (Direção de Produção) e a Gabiroba Cultural (Produção Executiva) levaram para a ilha um evento que, por lá, nunca se viu igual. E esse era o comentário geral dos moradores do FITA, festival que abre as portas para muita coisa grandiosa que pode chegar por lá.