Escandalosamente delicioso. De carne ou frango, vegano ou tradicional, o hambúrguer, que faz aniversário nesta terça-feira (28/05), se tornou o queridinho do brasileiro. “É quase impossível, hoje em dia, sair para comer fora sem parar numa hamburgueria”, diz a estudante de enfermagem Mayra Paim.

Criada no século 13, na Mongólia, por cavaleiros que amaciavam a carne embaixo da cela do cavalo, a iguaria ganhou nome ao chegar na cidade de Hamburgo, na Alemanha, onde recebeu o formato arredondado e foi levada para os EUA na bagagem dos imigrantes.

No Brasil, após a chegada das primeiras lanchonetes na década de 50, o hambúrguer adquiriu uma infinidade de sabores e formatos, transformando-se no maior produto em expansão na gastronomia brasileira. Segundo a Associação Brasileira de Franchising, o mercado de hambúrgueres, só no ramo de franquias, movimentou quase R$ 700 milhões em 2017.

Apesar de toda a versatilidade, entretanto, que inclui as tradicionais versões fast food às novas opções vegetarianas, foram os hambúrgueres artesanais que conquistaram o coração do brasileiro. “O sucesso da gourmetização do produto está no real sabor da carne, feita de forma artesanal, e na qualidade dosingredientes, dos pães frescos e dosmolhos”, explica o chef Anderson Lima, sócio do Fast Fusion, na Federação.

O sucesso é tanto que, na Bahia, as hamburguerias artesanais tomaram conta do circuito gastronômico que movimenta boa parte do mercado e se tornou tendência entre praticamente todas as classes sociais. “Essa popularização do produto se deve muito ao aumento da oferta, que acabou diminuindo o preço do hambúrguer. Na nossa casa mesmo, temos opções mais básicas a partir de R$ 10”, pontua Lima.

Para os que desejam se arriscar em casa, o chef ensina o “De Paris“,hambúrguer artesanal com angus beef de filé, queijo gorgonzola, cebola caramelizada no vinho e maionese francesa.

De Paris”:

  • Queijo prato

  • Queijo gorgonzola

  • Alho-poró

  • Presunto magro

  • Alface americana

  • Tomate

  • Cebola caramelizada: cebola derretida na manteiga com açúcar, vinho e sal

  • Confit de bacon: bacon com gordura derretida na frigideira e confitado no forno

  • Maionese francesa: mostarda dijon, gema de ovo, pimenta do reino, vinagre e óleo

  • 160 gramas de angus beef de filé: blend de angus, gordura e cordão do filé mignon processados

  • Pão de batata-doce

– No pão de batata-doce, colocar a maionese francesa, alface, tomate, cebola caramelizada, confit de bacon,queijos prato e gorgonzola com alho-poró, presunto e o blend de angus de filé.