Um encontro musical inédito e cheio de significados. Assim será a apresentação do violonista espanhol Daniel Casares e da Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA), que acontece no próximo dia 27 de outubro, às 17h, na sala principal do Teatro Castro Alves. Na ocasião, Casares apresentará duas obras: um solo de sua autoria, a música “Caballo de Guernica” e com a OSBA, sob a regência do maestro Carlos Prazeres, o “Concerto de Aranjuez”, de Joaquin Rodrigo, uma obra universal que está completando 80 anos.

Nascido em 1980, na cidade de Málaga, no sul da Espanha, o violonista é considerado pelos críticos como um dos principais nomes da nova geração da música flamenca, tendo conquistado em 2005 o Prêmio da AFCAF (Associação de Críticos, Escritores e Investigadores da Arte Flamenca) como o Melhor Artista Flamenco Espanhol. Sua vinda para Salvador faz parte das ações realizadas pela nova diretoria do Instituto Cervantes, que integra a Embaixada da Espanha no Brasil, para promoção da língua e da cultura dos países hispanofalantes e para celebrar a passagem do Dia Nacional da Espanha, cuja data é 12 de outubro.

Por se tratar de um evento comemorativo são aguardados na plateia o Consul Geral da Espanha em Salvador, D. Gonzalo Fournier e outros nomes de consulados com representação diplomática na capital baiana e, também, representantes do governo estadual e municipal. Além de Salvador, o Cervantes levará o violonista para apresentações nas cidades do Rio de Janeiro, junto com a Orquestra Sinfônica Brasileira, São Paulo, Curitiba e Brasília. Nas duas últimas, onde não será acompanhado de orquestra, Casares apresentará um repertório de guitarra flamenca.

No TCA, o programa do concerto conta ainda com as obras “Capricho Espanhol”, Nikolai Rimsky-Korsakov (1844-1908) e “El sombrero de três picos: Suite nº 1 “Dance of the Miller’s Wife (Fandango)” e “Suite nº 2 (completa)”, do compositor Manuel de FALLA (1876-1946). O ingresso custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e serão vendidos na bilheteria do TCA, postos dos SAC´s Barra e Bela Vista ou no site do Ingresso Rápido.

Sobre o “Concerto de Aranjuez”

Dividido em três movimentos: Allegro con spirito, Adagio e Allegro gentile o “Concerto de Aranjuez” foi composto pelo pianista espanhol Joaquim Rodrigo, no início de 1939, em Paris. Mas, sua estreia aconteceu no dia 9 de novembro de 1940, tendo como solista o guitarrista Regino Sainz de la Maza, que fora acompanhado pela Orquestra Filarmônica de Barcelona, regida por César Mensoza Lasalle, no “Palau de la Musica Catalana”, em Barcelona, sendo assim considerado o primeiro concerto de guitarra e orquestra da história da música. O primeiro e segundo movimento podem ser ouvidos acessando os links https://www.youtube.com/watch?v=A_BCd8ixh1Y e https://youtu.be/8nSqovhjKjo, respectivamente.

SERVIÇO:

HORÁRIO: 17h

LOCAL: Sala principal do TCA

REGENTE: Carlos Prazeres

SOLISTA: Daniel Casares (Violão)

PROGRAMA:

  1. RODRIGO –Concerto de Aranjuez
  2. RIMSKY-KORSAKOV –Capricho Espanhol

M DE FALLA – El sombrero de três picos: Suite nº 1 “Dance of the Miller’s Wife (Fandango)” e Suite nº 2 (completa)