A Calçados Bibi, rede de franquia de calçados infantis, dá continuidade ao plano de expansão da marca no Brasil e abre a primeira loja em Feira de Santana, na Bahia. Esta é a oitava unidade da rede no estado, que conta com pontos de operação em outras cidades, como Salvador, Cruz das Almas e Vitória da Conquista. A estratégia foi, inicialmente, implantar lojas na capital para em seguida expandir para o interior do estado. Hoje, a Bibi tem 111 unidades, sendo quatro delas internacionais, três em Lima, no Peru, e uma em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

Esta é a terceira unidade do franqueado Sebastião Raffael Monteiro, que abriu a primeira em 2017, em Itabuna. “A minha história com a Bibi é muito interessante. Conheci a marca por conta dos meus filhos, que usavam os calçados. Em determinada época, minha esposa estava com dificuldade em achar pontos de venda do produto em questão e comentou comigo. Daí surgiu a ideia de investir em uma unidade da marca. Após o sucesso da primeira loja, decidi abrir a segunda, no início deste ano, em Vitória da Conquista. Agora, veio a oportunidade de mais um ponto de operação em Feira de Santana. Acreditamos muito no potencial da marca, na credibilidade que tem no mercado nestes 69 anos de atuação e na qualidades dos calçados vendidos”, relata o franqueado.

Além de operar franquias da Bibi, Sebastião tem franquias de outras 11 marcas. Segundo ele, ainda há interesse de abrir mais unidades da rede de calçados infantis no estado da Bahia ou em Minas Gerais. “Como trabalhamos com marcas diversas, temos uma estrutura operacional muito bem formatada, que permite fazer uma expansão de forma organizada não só na Bahia, mas em outros estados, como o de Minas Gerais. Vamos em busca de novas oportunidades de negócio em 2019 para continuar evoluindo”, explica Monteiro.

Segundo a diretora de franquia da Bibi, Andrea Kohlrousch, o intuito da marca é dar prosseguimento a atuação por meio de franquias não apenas nas cinco regiões do Brasil, mas em outros países da América Latina, que contam com o clima e período de estações do ano semelhantes ao nosso para, em seguida, galgar espaços físicos nos Estados Unidos e na Europa.