Imagine que para ganhar R$ 300 milhões você tivesse que gastar R$ 30 milhões em apenas 30 dias. Como usaria esse dinheiro? É com essa premissa que “Tô Ryca” promete levar uma multidão aos cinemas. Na trama, Samantha  Schmütz interpreta Selminha, uma frentista que vê sua vida mudar ao receber uma fortuna por tempo determinado.

Na história, uma das primeiras coisas que a nova milionária faz é alugar roupas para mudar radicalmente de visual. Na vida real, Samantha aprova o gosto de Selminha, mas afirma que não usaria as peças da mesma maneira que a personagem. “São todas coisas muito boas e lindas, tipo Channel, mas com misturas um pouco exageradas. Eu usaria, mas não da mesma forma. Sabe quando a pessoa usa coisa demais? Então, fica um pouco over, e eu sou mais clean“, conta ela .

A atriz também revela que gostou tanto do guarda-roupa de Selminha que acabou adotando uma das roupas. “É um vestido de oncinha da Dolce Gabbana. Também fiquei com uns cinco sapatos, porque como eu calço 34 não cabe em mais ninguém”, explica. Ao mesmo tempo, diz que dispensaria as peças usadas pela personagem quando ela se torna candidata a prefeita. “Ela tenta ficar com uma cara mais fake e montada. Isso não tem muito a ver com o meu estilo, porque é mais ‘careta’. Não usaria agora, talvez só quando ficar mais velha”, avalia.

2toryca_creditopapricafotografia_2701286

Modelos similares aos usados por Selminha são vendidos a aproximadamente R$ 3 mil. Para se ter uma ideia, um look completo da personagem chega facilmente a custar mais de R$ 50 mil. Entre as grifes estão Herve Leger, Patricia Field e Christian Louboutin. Tudo montado pelo stylish Higor Vaz Alexandre.

Selminha é a primeira protagonista de Samantha no cinema. Além da vaidade, a atriz acredita que as duas são parecidas nas suas principais características: “Eu acho ela muito guerreira, trabalhadora e sonhadora”. Para rodar o filme, Samantha ainda teve o privilégio de trabalhar com Marília Pêra, naquela que foi uma de suas últimas atuações. “Foi um presente, porque ela é um espelho para mim. Além disso, eu gosto muito do jeito que ela conduziu a carreira dela. Atuar com ela foi uma bênção”, completa.

Fonte: EGO