Se, na abertura das Olímpiadas Rio 2016 o mundo se encantou com a beleza de Gisele Bündchen, na cerimônia das Paralimpíadas quem roubou a cena foi Amy Purdy. Biamputada, a snowboarder, que foi medalha de bronze nos Jogos de Inverno de Sochi, emocionou ao fazer uma coreografia usando as próteses que simulam pés também com as lâminas que usa para competir, ao lado de um robô industrial e ao som da música “Borandá”, de Edu Lobo com execução de Sérgio Mendes