No Mês da Consciência Negra, dois eventos levam ao Nordeste de Amaralina, em Salvador, o debate sobre o enfrentamento ao genocídio da juventude negra e a redução da violência na região. No dia 24 de novembro (sexta-feira), acontece o Seminário “Como é ser jovem no Nordeste de Amaralina”. O debate acontece no Colégio Estadual Manoel Devoto, Rio Vermelho, das 8h30 às 12h.

Também no dia 24, das 14h às 17h, o bairro da Santa Cruz recebe a Mostra “Arte, Cultura e Participação em toda parte – pela valorização da juventude do Nordeste de Amaralina”. A exposição ocupa dois espaços da comunidade: a Escola Municipal Teodoro Sampaio e a Associação União Santa Cruz. Os dois eventos são gratuitos e abertos ao público (CONFIRA ABAIXO PROGRAMAÇÕES COMPLETAS).

Durante o Seminário, serão debatidas estratégias para a garantia da proteção e valorização da vida de jovens do Nordeste de Amaralina. Dados de um diagnóstico lançado pela CIPÓ – Comunicação Interativa em maio deste ano apontam a violência como uma das temáticas mais expressivas nos discursos das/os garotas/os do território. Foram destacados problemas como conflitos armados entre policiais e traficantes, violência policial nas abordagens, narcotráfico e genocídio da juventude negra. O estudo tomou como base informações obtidas em entrevistas, grupos focais e oficinas, além de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Além de abrir espaço para o debate sobre o direito à segurança e proteção à vida, o Seminário abordará os eixos geração de emprego e renda, educação e espaços de participação e expressão da juventude. Grupos de trabalho vão elaborar recomendações nestas áreas, que serão apresentadas durante o evento a representantes da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (SETRE); Secretaria da Educação do Estado (SEC); Secretaria de Cultura do Estado (SECULT); Coordenação de Políticas para a Juventude (COJUVE) e Defensoria Pública. Vídeos da Campanha de Comunicação Comunitária “Como é ser jovem no Nordeste de Amaralina”, gravados por garotas e garotos moradoras/es da região, serão exibidos durante o evento.

Mostra – A programação da Mostra inclui cineclubes, com exibição de vídeos sobre os olhares da juventude a respeito de temas como comunidade, comunicação, preconceito racial e de gênero. Oficinas de grafitagem, hip hop, comunicação comunitária, xadrez e teatro também integram a exposição. Apresentações de grupos artísticos locais encerram a tarde cultural.

Os eventos são realizados pela CIPÓ, em parceria com grupos e organizações do Nordeste de Amaralina. As ações integram o Projeto Comunicação para Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes, desenvolvido pela organização não governamental, em parceria com aKinder Not Hilfe (KNH Brasil).

Programa atua com jovens do Nordeste de Amaralina

Participarão do Seminário e da Mostra as/os jovens e educadoras/es do Programa Corra pro Abraço, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). A iniciativa tem como objetivo garantir direitos de garotas e garotos que vivem em contextos marcados pela violência. Em Salvador, as ações são desenvolvidas pela CIPÓ nos territórios do Nordeste de Amaralina (Boqueirão), Subúrbio Ferroviário (Fazenda Coutos e Plataforma) e Beiru-Tancredo Neves.

Atualmente, a ação inclui 15 jovens de cada território. A expectativa e o grande desafio são tornar o Programa uma política pública efetiva. “Existem projetos e ações que apresentam resultados bastante exitosos. Mas, para avançarmos de fato, precisamos pensar na implementação de políticas públicas para nossos jovens, assegurando a ampliação e continuidade destas ações, transformando-as em direitos efetivos”, pontua o coordenador da área de Comunicação e Ação Política da CIPÓ, Nilton Lopes.

O Corra pro Abraço Juventude tem como proposta contribuir para a formação cidadã, o aumento da autoestima, autonomia e a inclusão social de jovens que vivem em situação de vulnerabilidade social. Para isso, são realizadas atividades nas áreas de desenvolvimento pessoal e social,educomunicação, participação política e Redução de Riscos e Danos.

SERVIÇO 1:

O quê? Seminário “Como é ser jovem no Nordeste de Amaralina”.

Quando? 24 de novembro (sexta-feira), das 8h30 às 12h.

Onde? Colégio Estadual Manoel Devoto (Rua Oswaldo Cruz, s/n, Rio Vermelho).

 SERVIÇO 2:

 O quê? Mostra “Arte, Cultura e Participação em toda parte – pela valorização da juventude do Nordeste de Amaralina”.

Quando? 24 de novembro (sexta-feira), das 14h às 17h.

Onde? Escola Municipal Teodoro Sampaio e Associação União Santa Cruz (Travessa Santa Lúcia, Santa Cruz).

 PROGRAMAÇÕES:

 SEMINÁRIO:

8h – Credenciamento e intervenção artística

8h30 – Depoimento de jovens sobre Como é ser Jovem no Nordeste de Amaralina

8h50 – Fala do representante do Ministério Público e Defensoria do Estado

9h10 – Formação de GT’s para debates e criação recomendações nas áreas de:

  • Segurança e Proteção à Vida
  • Geração de Emprego e Renda
  • Educação
  • Espaços de Participação e Expressão da Juventude

10h10 – Finalização dos GTs e retorno para a plenária

10h15 – Plenária – Apresentação das recomendações de cada GT

10h30 – Retorno dos representantes do poder público sobre as recomendações apresentadas.

  • Representante da SETRE
  • Representante da SEC
  • Representante da SECULT
  • Representante do COJUVE

11h20 – Debate e Considerações Finais

12h – Encerramento com apresentações artísticas

MOSTRA

14h às 17h – Atividades:

 

ESCOLA MUNICIPAL

TEODORO SAMPAIO

ASSOCIAÇÃO UNIÃO

SANTA CRUZ

 

Cineclube Olhares da Juventude sobre a comunidade do Nordeste de Amaralina

 

Cineclube Olhares da Juventude sobre preconceito racial e de gênero

 

Cineclube Juventude e Comunicação

 

Oficina de Xadrez

 

Basquete

 

Oficina de Muralismo/Grafitagem

 

Oficina de Hip Hop

 

Oficina de Comunicação Comunitária

 

Oficina de Teatro

 

 

 17h – Apresentações artísticas na Escola Municipal Teodoro Sampaio

  • Fanfarra da Escola Municipal Teodoro Sampaio
  • Grupo de dança afro Arte de dançar
  • Grupo de percussão da Associação Nova República

17h45 – Encerramento