Nesta quarta-feira (28), às 17h, a Associação Pracatum Ação Social, organização presidida pelo artista Carlinhos Brown, lança, no Guetho Square, o Afrobook Vol 1. O livro mapeia os processos de invenção rítmica do samba-reggae e do samba-afro ocorridos nas décadas de 1970 e 80 e tem o patrocínio da Natura Musical e Governo do Estado através do FazCultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

De autoria coletiva, Afrobook é resultado de uma pesquisa que elege dois ritmos urbanos contemporâneos e vai buscar suas matrizes partindo da configuração histórico-antropológica de Salvador, passando pelos modelos religiosos que permitiram a preservação e recriação de células rítmicas, e chegando às ruas, onde as agremiações carnavalescas incorporaram esse universo rítmico para se posicionar esteticamente.

Como escreve o músico Mateus Aleluia, que assina a apresentação do livro, o Afrobook propõe uma leitura que sugere diversas travessias. “A começar pela diáspora dos ritmos deslocados do continente africano para o Brasil. Dessa ancoragem que encontrou espaço privilegiado nas religiões afro-brasileiras, os ritmos se deslocam para universo festivo das ruas configurando a música popular”.

No prefácio do livro, a escritora e antropóloga Goli Guerreiro, que também assina a curadoria editorial e edição de textos, realça a importância da publicação ao abordar o modo como os africanos modelaram as culturas atlânticas na diáspora e ao deixar à disposição informações novas sobre processos musicais, ao mesmo tempo em que revelam nossas práticas culturais.

Dividida em duas partes, a obra traz cinco capítulos, sendo eles Numa Cidade Atlântica, Universo Rítmico, No Chão das Ruas, Samba Afro e Samba-Reggae e Partituras e Transcrição, este último compondo a Parte II ao apresentar o trabalho de transcrição do ritmos em pentagramas, levando em consideração a incompletude do processo.

A organização do Afrobook é assinada pela diretora da Pracatum, Selma Calabrich, e pelo músico Gerson Silva, com autoria de textos por mestre José Francisco Izquierdo Yañez e José Maurício C.D Bittencourt. A orientação de pesquisa é do historiador e escritor professor Jaime Sodré.

Ainda fizeram parte do trajeto dos autores visitas a espaços como blocos afros, escolas e projetos musicais que abriram suas portas e deram contribuição fundamental para o detalhamento do tema, em especial terreiros de candomblé que salvaguardam matrizes rítmicas através da resistência do povo negro.

A publicação inaugura as atividades do Centro de Pesquisa em Ritmos Afrobaianos da Escola de Música Pracatum. Este núcleo engloba os trabalhos de Carlinhos iniciados na década de 80 com o movimento Vai Quem Vem, os da Escola de Música Pracatum e de parcerias com instituições que atuam na área.

As realizações das pesquisas abrangem desde a sistematização e divulgação dos resultados do trabalho na área de música até a contribuição na produção de conhecimentos de viés acadêmico, realizados por diversas instituições.

Afrobook Vol 1 estará disponível em e-book no site Amazon (www.amazon.com.br) e em áudio-book no site da Pracatum (www.pracatum.org.br)

SERVIÇO

Lançamento: Afrobook – VOLUME 1

Dia: Quarta-feira (28)

Local: Guetho Square – Candeal

Horário: 17h