As paróquias da Península de Itapagipe e Cidade Baixa e entidades representativas de classes sociais e comunitárias realizam no próximo domingo (18) a Caminhada pela paz e superação da violência. O percurso começa na Praça Irmã Dulce, no Largo de Roma, e segue até a Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, onde será celebrada, na praça, uma missa campal. O horário de saída está programado para as 8h. A ação faz parte das atividades da Campanha da Fraternidade 2018, que tem como tema “Fraternidade e superação da violência” e lema “Vóis sois todos irmãos (Mt 23,8)”. Os participantes estão sendo convidados a comparecer vestindo roupas brancas.

O objetivo da caminhada, segundo o reitor da Basílica Santuário de Nosso Senhor do Bonfim, padre Edson Menezes Silva, é chamar a atenção para a realidade e agravamento da violência que vem assustando cada vez mais a cidade, o Estado e o País. “Sabemos da realidade de violência que atinge nossa sociedade em todas as esferas e devemos buscar meios para superá-la. O caminho principal é a fraternidade entre as pessoas com o chamamento para que se unam com o objetivo de implantar a cultura da paz”. A Caminhada pela Paz conta com o apoio das Polícias Militar e Civil, Governo do Estado, Prefeitura do Salvador e escolas da região.

Cruzes na Praça

Dando continuidade a programação da Campanha da Fraternidade 2018, no dia 24 será realizado um ato inter-religioso, a partir das 17 horas, no Largo do Papagaio (Ribeira), que contará com manifestações de arte e cultura.

Na Igreja do Bonfim estão sendo realizadas outras atividades e momentos de oração. No dia 23, todas as missãs terão momentos de oração pelas vítimas fatais da violência e por suas famílias. Às 17 horas, após última celebação do dia serão colocadas na praça cruzes com nomes de vítimas fatais da violência encaminhados por familiares e amigos. Já passam de 300 as indicações.

Entre os dias 16 a 23 será realizada a montagem de um painel onde as pessoas exporão suas preocupações com a violência e pedidos de paz. Na Sexta-feira Santa, dia 30, às 17h, as cruzes serão retiradas da praça para serem queimadas no sábado-santo antes da vigília pascal, que tem início às 18h.