No início, era apenas uma obrigação trabalhista. Com o tempo, as empresas passaram a perceber que cuidar da saúde e da integridade dos seus funcionários contava pontos preciosos para a sua imagem. E graças a essa mudança de mentalidade, a profissão na área de Segurança do Trabalho desponta como mercado em expansão e praticamente imune à crise. O setor tem boas oportunidades e salários atraentes, segundo os especialistas. Podem atuar nesta área, engenheiros, médicos e enfermeiros que tenham uma especialização obtida com cursos de pós-graduação, mas há também espaço para os técnicos de nível médio. “Um acidente fatal pode afetar mais uma empresa do que o atraso na entrega de um produto”, comenta Anderson Braga, sócio mantenedor do curso técnico CETTPS, em Camaçari. O Técnico em Segurança do Trabalho é um agente a serviço da prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais na empresa. Ele supervisiona como os trabalhos são realizados, cria procedimentos, ministra palestras e treinamentos voltados à área, além de criar programas de prevenção de acidentes e doenças ocupacionais. O mercado é tão promissor que muitos alunos conseguem emprego antes mesmo de concluírem o curso. “Com as empresas cada vez mais preocupadas em garantir um local de trabalho livre de riscos, as possibilidades de emprego para profissionais dessa área têm crescido consideravelmente. E os salários giram em torno de 2 a 3 mil reais”, completa Anderson. Para os interessados em investir na área, o CETTPS vai iniciar uma nova turma do curso “Técnico de Segurança do Trabalho” no dia 08 de janeiro, e as matrículas já estão abertas. Para informações sobre matrículas e detalhes do conteúdo do curso, basta acessar o site da instituição www.cettps.com.br ou entrar em contato através dos telefones (71) 3621-9589 ou 3621-4177.