O corredor Augusto Cruz, o Guga, se prepara para participar de mais uma corrida internacional. Depois da Maratona de Kuala Lumpur, na Malásia, esse ano, a próxima parada será nos Estados Unidos. A Purple Stride Miami 2018 é uma corrida de 5km, que acontecerá no dia 10 de fevereiro, no Tropical Park, em Miami. A disputa traz com ela uma grande causa: a mobilização em torno do câncer de pâncreas.  A corrida tem como símbolo a fita na cor roxa, que representa o combate à doença; e surgiu em 2008, quando um grupo de voluntários em prol de pesquisas e tratamento do câncer de pâncreas criou um evento em Chicago. Na época, determinados a aumentar a consciência sobre a doença, os voluntários conseguiram reunir mais de 1600 pessoas e arrecadaram mais de US$ 380 mil para pesquisa do câncer de pâncreas, que tem um índice de sobrevivência baixo, de apenas 5%.

Desde a primeira caminhada, a PurpleStride foi um veículo poderoso para a captação de recursos e conscientização. Todos os anos, em mais de 50 eventos PurpleStride em todo os EUA, sobreviventes, famílias, pesquisadores, cuidadores, entre outros, se reúnem para reescrever o futuro desta doença mortal. “Poder correr por uma causa é sempre muito bom. No Run Guga Run nós conseguimos em uma pequena mobilização, onde não havia obrigação de doar, arrecadar cerca de meia tonelada de alimentos. O brasileiro é solidário e há muitas iniciativas, no esporte, nesse sentido. Se podemos correr e ajudar a quem precisa, melhor ainda, mesmo que fora de nosso País!”, comenta Guga. A corrida em Miami, inclusive, será um dos capítulos de seu novo livro, que dará continuidade à história de “Corredor Um Estilo de Vida”, primeira obra de Augusto como autor, publicada em 2015.