“A palavra de ordem é ENXERGAR a realidade, vamos cuidar um do outro e não vem com essa de que vai assistir espetáculo de teatro”, essa é a instrução de Wilson, o terceiro de Ruína de Anjos, espetáculo d’A Outra Companhia de Teatro, que volta para única apresentação no dia 03 de julho, terça-feira, às 20h. O ponto de encontro é o Centro Comercial do Politeama.

Os personagens surgem em meio a atravessamentos de ruas, de transeuntes e espectadores, ônibus passam e olhos se despertam. Personagens estes que cruzamos diariamente, mas não os ENXERGAMOS.  Essa é a temática de Ruína de Anjos, uma criação documental sobre as minorias do centro urbano invisibilizadas diante da violência e marginalidade, em algum bairro a beira de uma higienização social.

Num misto de teatro de rua, intervenção urbana e performance, Ruína de Anjos tem como mote a reabertura de um cinema de bairro e a esperança de renovação que ela traz para aquele lugar, que no passado viu um apogeu e hoje vivencia um abandono. Tal qual a vida dos personagens condutores da narrativa itinerante, que perderam a luz que um dia tiveram: uma travesti prostituta, um paraplégico vendedor de café, um pastor traficante, um burguês homofóbico, uma moradora de rua catadora de lixo e uma artista de rua.

O espetáculo, que se dá na dinâmica do trânsito e da noite do centro da metrópole, conduz o público a enxergar situações que atravessam discussões sobre violência, marginalidade, tráfico de drogas, invisibilidade social, comercialização da fé e gênero. Uma inspiração para Ruína de Anjos é a obra A Missão, do autor alemão Heiner Muller, que fala do cenário de um mundo pós-guerra, vivendo uma franca decadência.

Esta apresentação faz parte do projeto ENXERGUE! sonhos, memórias e declarações d’A Outra Companhia, que conta com o apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura da Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, aprovado no Edital Setorial de Teatro da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). É importante falar que para assistir é preciso reservar a entrada através do email aoutra@gmail.com.