O premiado escritor e curador Diógenes Moura traz para Salvador a partir do dia 8 de agosto a exposição A Missa, uma incursão do fotógrafo baiano Robério Braga na ancestralidade africana a partir dos penteados característicos do povo negro, tendo como cenário as igrejas barrocas de Salvador. A mostra ocupará o Solar Ferrão, Centro Histórico, no período de um mês, integrando a programação principal da Feira Literária do Pelô – Flipelô.

“O projeto é uma viagem visual pelas cabeças penteadas na vida cotidiana e em períodos festivos. É uma busca estética e étnica dos significados dos penteados, em estilos contemporâneos e tradicionais, que identificam as matrizes africanas”, afirma o fotógrafo.

A exposição é integrada por 13 imagens em preto e branco, a maioria em tamanhos entre 1m x 1,15m e 2mx 3m. Nas fotos, todos os retratados aparecem de costas. Segundo o fotógrafo, seu objetivo foi retratar não o indivíduo em particular, mas uma raça inteira. Para o curador Diógenes Moura, o trabalho de Robério Braga ultrapassa o território da fotografia documental, investindo na interpretação honesta da realidade investigada. “É uma celebração entre tempo e imagem, tempo e permanência, tempo e perguntas ainda sem respostas”, diz.

Serviço

Exposição A Missa

Autor: Robério Braga

Período: 08/08 a 14/08

Horário: segunda a sábado, das 9h às 17h
Local: Solar Ferrão
Endereço: R. Maciel de Baixo, 43 – Pelourinho, Salvador – BA,

  1. (71) 3116-6743