Apesar de ainda ser considerada um tabu, a infertilidade masculina não deve ser confundida com a virilidade do homem. A dificuldade de ser pai está associada à qualidade e quantidade dos espermatozoides. Se até pouco tempo a responsabilidade em gerar uma criança era atribuída exclusivamente à mulher, hoje já está comprovado que cerca de 40% dos casos de infertilidade de um casal são atribuídos à mulher, 40 % aos homens e em 20% dos casos o problema está presente em ambos os parceiros ou tem causas indefinidas.

Em homenagem ao Dia dos Pais, a Insemina, clínica especializada em reprodução assistida, vai promover na quinta-feira, dia 9 de agosto, das 8h às 12h e das 13h às 17h, atendimento gratuito a cinquenta casais com dificuldade para ter filhos. O atendimento, dentro do limite de vagas, será realizado na sede da clínica, no Comércio (Rua Miguel Calmon, nº 40, Edifício Conde dos Arcos, salas 102 e 103), em Salvador, e deve ser agendado previamente pelo telefone (71) 3012-3010.

Além de consulta com especialista em reprodução humana e orientações sobre saúde reprodutiva, os pacientes atendidos, caso haja indicação médica, poderão agendar gratuitamente também o espermograma, exame de análise laboratorial do sêmen, indispensável para avaliar a capacidade reprodutiva do homem.