As 562 cruzes fincadas na Praça do Bonfim, na Colina Sagrada, serão recolhidas nesta Sexta-Feira Santa (30), às 17h. Cada uma delas leva a data de nascimento e morte de uma pessoa vitimada pela violência em Salvador. O ato de protesto exigindo mais segurança foi realizado na última sexta-feira (23) dentro da programação da Campanha da Fraternidade 2018.

O reitor da Basílica Santuário de Nosso Senhor do Bonfim, padre Edson Menezes Silva disse que o ato representa o sofrimento de parentes e amigos das vítimas e pediu orações pela superação da violência. “O caminho para isso é a fraternidade. A paz tem que fazer parte da nossa cultura”. Após a retirada, as cruzes serão guardadas para serem queimadas no Sábado Santo (Aleluia), antes da Vigília Pascal, que tem início às 18 horas.