Embora tenha esse nome, ela não vai ao sol, pois iria desidratar e ficaria muito salgada. Em verdade, ela é elaborada através de uma técnica de salga que, a princípio, foi criada  para os peixes, especialmente o Bacalhau, Sendo que esses, por terem cheiros fortes, são eliminadas as suas vísceras e passadas por salmouras.

Vejam aqui uma forma prática, que atenderá satisfatoriamente aos seus desejos.

Escolha uma carne de boa qualidade, que não tenha sido gelada. Abra em mantas com aproximadamente 3 a 4 cm de espessura. Coloque a manta de carne em um recipiente onde já tenha uma camada de sal. Espalhe o sal por cima também. Cubra o recipiente com uma tela (tipo filó), e, em seguida, um pano de prato. Deixe descansando por aproximadamente 12 horas. Agora coloque num varal à sombra, pendure a carne protegendo com uma tela tipo filó e deixe “curar” por mais ou menos 24 horas. Se puder deixar no sereno, melhor ainda. Depois de pronta é só eliminar o sal e conservar na geladeira

Com carne de sol, podemos fazer muitas delícias como fritar, assar, grelhar, cozinhar etc.

Em muitas receitas elas entram como complementos tipo recheios e petiscos.

Após ser desfiada e torrada no forno ou na panela com óleo, a mesma pode ser processada  junto à farinha de mandioca para se fazer uma delícia de receita que se chama paçoca de carne.

Deixo aqui com vocês uma receita prática com técnica de amaciamento infalível!

Carne do sol e Calabresas aceboladas, acompanhadas de queijo coalho e Bananas da Terra fritas

Ingredientes: 1 kg de carne do sol

500 ml de leite de vaca

3 cebolas tamanho médio

1 colher de chá de açúcar

2 Linguiças calabresas sem peles

100 ml de azeite ou óleo

500 ml de água quente

 

Modo de fazer:

1- Seja rápido (a), passe água gelada para um choque na carne, Não precisa deixar de molho. Enxugar com papel absorvente e por num recipiente de louça ou vidro, coberto com o leite. Reserve por 10 minutos.

2 – Enquanto isso, descasque e corte as cebolas em fatias finas. Cubra com água gelada e 1 colher de sopa de açúcar. Reservar.

3 – Lave as calabresas, retire as peles e corte­ as em fatias não muito finas.

4 – Em uma panela ampla, ponha o óleo e leve ao fogo. Quando quente, acomode a carne inteira ou em pedaços regulares, deixando que frite e doure de todos os lados, espalhe a metade das cebolas escorridas e ainda geladas na superfície e 1 xícara de chá de água quente. Tampe a panela e deixe que ferva até qeu seque todo o líquido. Vire a carne e as cebolas que  já devem estar em cor caramelada. Espalhe as linguiças em fatias, também o restante das cebolas e acrescente mais um pouco de água quente, e deixe mais um tempo no fogo (ainda tampado), até reduzir o líquido. Destampe a panela e frite por mais 3 minutos. Espalhe o queijo coalho ralado grosseiramente sobre a carne  e abafe por 1 min. Servir Acompanhado de aipim cozido, regado com manteiga de garrafa,  polvilhado com parmesão ralado e algumas bananas da terra cortadas em rodinhas e fritas.

Bom apetite!