Um país de dimensões continentais, com distintas identidades regionais e diferentes modos de pensar e fazer as cidades, mas que esteja integrado através de uma política de defesa e valorização da Arquitetura e Urbanismo. Esta é a visão do novo Presidente Nacional do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), Nivaldo Andrade Junior, 40, baiano, natural de Salvador, que acaba de ser eleito para a gestão 2017-2020.

Ressignificar a Arquitetura e o Urbanismo junto à sociedade é um dos desafios do IAB Nacional, uma tarefa que vai exigir uma maior aproximação da entidade junto aos profissionais da área, através dos seus departamentos estaduais e núcleos municipais e regionais, reativando os departamentos inativos e criando novos núcleos no interior dos Estados.

O diálogo com os arquitetos e urbanistas brasileiros passa também pela defesa da formação continuada e pela realização do UIA 2020 Rio –27º Congresso Mundial de Arquitetos, evento que será realizado pelo IAB, com a colaboração das demais entidades de arquitetos brasileiras, pela primeira vez no Brasil e deve reunir entre 10 mil e 13 mil participantes de todo o mundo.

Outros pontos enfatizados na plataforma de trabalho da Direção Nacional do IAB são a defesa e valorização dos concursos públicos como modalidade obrigatória de contratação de projetos de Arquitetura e Urbanismo, no caso de obras públicas, e a defesa e valorização do projeto completo e da Assistência Técnica em arquitetura e urbanismo para a população de baixa renda.

“Nossa agenda de trabalho contempla ainda o protagonismo do IAB na política profissional, dando seguimento a uma história de reflexão e participação ativa nas questões mais relevantes nacionalmente, no só nos campos da Arquitetura e Urbanismo, mas também das cidades e do território, da cultura e do meio ambiente”, afirma Nivaldo Andrade Junior.

IAB-BA ganha protagonismo – Esta é a segunda vez que a Bahia sedia a Diretoria Nacional do IAB, desde a gestão do arquiteto Benito Sarno (1970-1972). A presidente do IAB-BA, Solange Araújo, também participa da nova Direção Nacional como diretora administrativa-financeira, ao lado do secretário–geral, o também baiano Luiz Antônio de Souza, ex-Presidente do IAB-BA.

“Sediar esta importante entidade profissional é uma honra e muito prestígio para o Departamento da Bahia (IAB-BA), mas, ao mesmo tempo, representa uma enorme responsabilidade. É trazer para o IAB-BA o protagonismo nacional na condução da política, da produção arquitetônica e do exercício profissional. É liderar nas questões do desenvolvimento urbano, do planejamento regional e da política urbana, da criação do equipamento e do objeto, na defesa do patrimônio cultural, edificado e natural e, na formação. É defender a postura ética em todas as etapas do exercício profissional”, afirma Solange.

A presidente do IAB-BA propõe uma construção participativa com todos os departamentos da Federação, respeitando as especificidades de cada região brasileira, buscando a valorização profissional e aumentando o associativismo. “Defender a integridade do projeto e o concurso de projeto da obra pública é uma das pautas principais do IAB, como forma de democratização dos contratos, maior possibilidade de qualidade técnica, além da contratação de projetos de arquitetura e urbanismo desenvolvidos em todas as suas etapas”, destaca Solange.

Nova Diretoria Nacional IAB (2017-2020):

Presidente Nacional: Nivaldo Andrade (IAB-BA)

Vice-Presidente Nacional: Fabiano Melo (IAB-PB)

Secretário Geral: Luiz Antônio de Souza (IAB-BA)

Diretora Administrativa e Financeira: Solange Araujo (IAB-BA)

Diretor Cultural: Roberto Ghione (IAB-PE)

Vice-Presidente Região Centro-Oeste: Carlos Lucas Mali (IAB-MS)

Vice-Presidente Região Nordeste: Custodio Santos (IAB-CE)

Vice-Presidente Região Norte: José Augusto Bessa (IAB-AM)

Vice-Presidente Região Sudeste: Fernando Túlio Franco (IAB-SP)

Vice-Presidente Região Sul: Carlos Alberto Sant’Ana (IAB-RS)

Vice-Presidente Extraordinário Caixa de Fomento e Sustentabilidade: Luiz Reis (IAB-PR)

Vice-Presidente Extraordinário Valorização Profissional: Célio Melis (IAB-DF)

Vice-Presidente Extraordinário Núcleos: Aníbal Verri Junior (IAB-PR)

Vice-Presidente Extraordinário Congresso UIA 2020 RIO: Nadia Somekh (IAB-SP)

*****

Nivaldo Andrade Junior é doutor em Arquitetura e Urbanismo (FAUFBA), membro da atual diretoria do IAB-BA, entidade na qual foi presidente no biênio 2012 – 2014. É professor da Faculdade de Arquitetura, do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPG-AU) e do Mestrado Profissional em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos (MP-CECRE) da UFBA. Foi secretário executivo da Federación Panamericana de Asociaciones de Arquitectos (FPAA), entre 2012 e 2016, e Vice-Presidente Extraordinário Nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), entre 2012 e 2014. Recebeu o Primeiro lugar no Prêmio Caixa-IAB 2006 – Concurso Nacional de Idéias e Soluções para a Habitação Social no Brasil; e o 3º lugar no 1º Prêmio de Arquitetura Akzo Nobel para obras construídas de jovens arquitetos brasileiros.

*****

O IAB é a mais antiga das entidades brasileiras dedicadas aos temas ligados à Arquitetura, à cidade brasileira e ao exercício da profissão. É herdeiro do Instituto Brasileiro de Arquitectura, fundado no Rio de Janeiro em 26 de janeiro de 1921.  Sem fins lucrativos, o IAB se dedica a temas essenciais ao arquiteto, à cultura arquitetônica e à sociedade. Formado por 26 departamentos em diferentes unidades da Federação, é liderado pela Direção Nacional, núcleo responsável pela articulação e pela coordenação dos departamentos, bem como pelas ações de abrangência nacional e internacional.

Por meio da Direção Nacional, o IAB se faz representar nos órgãos da administração federal e se vincula a entidades internacionais, com destaque para a União Internacional de Arquitetos (UIA), órgão consultivo da UNESCO para assuntos relativos ao habitat e à qualidade do espaço construído, a Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos (FPAA) e o Conselho Internacional de Arquitetos de Língua Portuguesa (CIALP).

O Departamento da Bahia (IAB/BA), um dos entes federativos, foi fundado em 1954 e, atualmente, coordena a Comissão de Política Urbana e Habitação do IAB Nacional. O IAB tem assento em vários órgãos internacionais e nacionais, entre os quais o Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).