Investir em inovações na construção civil é uma preocupação crescente nas obras de Salvador. Seja por meio da implementação de novas técnicas, seja por meio das práticas sustentáveis, já não se pode ignorar que as novas tecnologias trazem inovação para o segmento.

A Odebrecht Realizações Imobiliárias utiliza no canteiro de obras do D’Azur a Verificação Eletrônica de Serviço (VES), em substituição ao check list de papel, que consiste em registros que ajudam a garantir o atendimento e padrões de qualidade. De acordo com o engenheiro responsável pelo empreendimento D’Azur, Hassan Luedy, o VES é uma ferramenta eletrônica utilizada para realizar as inspeções de todos os serviços executados na obra (alvenaria, concretagem, esquadria e pintura), além das verificações do setor de segurança do trabalho, das máquinas, equipamentos e inspeções de itens normativos. Com esta nova ferramenta a obra reduz desperdícios, protege o meio ambiente, uma vez que não são mais utilizados papéis e otimiza o trabalho.

“No canteiro de obras do D’Azur dispomos de um software no computador para o gerenciamento da ferramenta e o aplicativo no tablet para realizar as inspeções no campo. Com o VES não precisamos arquivar todas as fichas de inspeções realizadas. A equipe fica com todos os “check lists” dos serviços na mão e à medida que o serviço for executado é realizada a inspeção. O acesso às informações do andamento da obra é liberado para cada equipe responsável, aumentando a produtividade”, complementa Luedy.

Já o Grupo Civil implementou em 2015 o ‘site de equipe’ nas obras, que é responsável por centralizar informações como verificações de serviços, inspeções da segurança, controle de distribuição de projetos etc, facilitando o acesso e o fluxo das informações para todos o stakeholders.

No ‘site de equipe’ existem variados recursos, como por exemplo, a Ficha de Verificação de Serviços (FVS), que é preenchida via tablet através de um aplicativo. É possível tirar fotos dos serviços e anexá-las à FVS e também preencher a FVS sem a necessidade de conexão com a internet. Contém também a inspeção da segurança, que é um check list digital com mais de 100 itens verificados mensalmente nas obras, que é preenchido via tablet e os resultados ficam disponíveis no site. E a Biblioteca Digital, onde armazenam documentos relevantes como alvarás, ART, carta do MTE etc.

Os drones também chegaram no Grupo Civil para viabilizar um melhor acompanhamento da obra, capturando imagens que permitam observar o andamento da construção. “Esses veículos aéreos não tripulados têm também a proposta de acompanhamento visual do avanço da obra, inspeção de serviços de difícil acesso como fachadas e estudos pré-executivos de determinados serviços como terraplenagem e contenções”, explica João Carrilho, engenheiro do Grupo Civil.