O grupo de jovens estudantes brasileiros em Portugal, chamado “Palmas para Vida”, recebeu o premio pela AMBEV de US$ 10 mil, que será destinado para implementação do projeto, no qual visa solucionar a crise hídrica na região semiárida no Brasil. A ideia tem como base o reuso de águas cinzas na comunidade alagoana de Major Isidoro.

O desafio Água, feito em parceria entre a cervejaria e a BRASA,  foi uma iniciativa para gerar  maior associação de alunos do Brasil no exterior, e incentivou jovens a pensarem em alternativas para combater a grave seca que tanto aflige a população do semiárido do país. Mais de cem estudantes participaram do desafio, tendo apenas três grupos finalistas.

A ideia do time vencedor é destinar as chamadas águas cinzas, provenientes de processos domésticos, como banho e lavagem de roupa e louça, da comunidade de Major para a irrigação de plantas que alimentam ao gado leiteiro da cidade, que é a maior produtora da bacia leiteira de Alagoas. O projeto visa beneficiar tanto os pequenos agricultores quanto a comunidade escolar, que receberá educação ambiental e parte do leite produzido.

Para Carla Crippa, gerente de sustentabilidade da Ambev e jurada no evento, é muito importante que grandes empresas como a cervejaria incentivem o engajamento desses jovens. “Ficamos muito felizes em ver o potencial dos projetos que foram apresentados e em fazer parte disso. Queremos ver as pessoas unidas por um mundo melhor e são atitudes como essa que nos ajudarão a realizarmos esse sonho.”, diz Carla.

Foi anunciado o grupo vencedor na Universidade da Pensilvânia (EUA) durante a BrazUSC, maior conferência para alunos brasileiros que estudam no exterior. Além da premiação, o evento contou também com palestras de grandes líderes brasileiros, como Luíza Trajano, fundadora da Magazine Luíza, Carlos Wizard, fundador da Wizard,  e Augusto Nardes, ministro do TCU.