A pele necessita de cuidados durante todo o ano, mas o cuidado precisa ser redobrado no verão. Para a estação mais quente e aguardada  do ano, o filtro solar e a hidratação são fundamentais. Nesta temporada de maior exposição ao sol em piscinas, praias e atividades ao ar livre, devido aos dias mais longos e por causa das férias, a dermatologista Andrea Botto, da clínica que leva o seu nome, recomenda ficar atento aos cuidados para evitar problemas nocivos à tez, entre eles, envelhecimento precoce, manchas, rugas, ressecamento da pele, queimaduras e o câncer de pele.

A médica explica que a radiação ultravioleta é mais intensa no verão. “A aplicação e reaplicação do filtro solar é essencial, principalmente no horário de maior incidência da radiação solar, das 10h às 15h.”As pessoas com pele mais clara ou sensível devem redobrar os cuidados durante o banho de mar ou piscina. Além do protetor solar, que deve ser aplicado, sempre, 30 minutos antes da exposição ao sol para ser absorvido pela pele, com fator de proteção de no mínimo número 30, a reaplicação do produto deve ser realizada a cada duas horas, ou em menos tempo se houver necessidade ou contato com a água. Mesmo contando com maior proteção aos efeitos do sol graças à melanina produzida em maior quantidade, a  pele negra também deve ser bastante protegida com filtros solares com o fator de no mínimo 30.

A hidratação constante, alimentação saudável e uso de roupas leves integram a lista de cuidados para este período. A Dra Andrea Botto orienta se expor ao sol no período de menor radiação, antes das 10h e após as 16h. “Pessoas com cicatrizes – recentes ou não – também devem proteger a região para prevenir o escurecimento da marca.  As mãos, as orelhas, a nuca e os olhos não devem ser esquecidos. O uso de óculos escuros deve ser diário para evitar exposição e prevenir problemas como cataratas e lesões na córnea”, alerta a médica, ressaltando que o protetor solar deve ser utilizado, inclusive, nos dias nublados.

Os bebês necessitam de cuidados especiais, pois a pele e os olhinhos deles são mais sensíveis. O uso de bonés e roupas com proteção solar, além do protetor solar fator 60 a partir dos 6 meses de idade, sempre tendo cautela com a hora e duração da exposição solar da criança, são obrigatórios. Para pacientes de uma forma geral, se a exposição for por um longo período, o fator de proteção contra os raios UVA e UVB deve ser de número 60.

“A prevenção deve ser contínua e realizada em todas as estações do ano, já que as alterações causadas pelo sol no DNA das células tem efeito cumulativo. Outra medida de prevenção inclui a visita ao dermatologista, pelo menos uma vez ao ano. Isso possibilita ao especialista detectar o câncer de pele e demais doenças, iniciando os tratamentos precocemente”, destaca Dra Andrea.

Verão X  Doenças e tratamentos

A casadinha calor e umidade é responsável por inúmeras doenças. As micoses, que podem se manifestar na pele, no couro cabeludo e nas unhas, além de brotoejas, manchas, sardas brancas, herpes labial, foliculite e acne solar costumar aparecer mais no verão. Medidas simples como não dividir materiais pessoais,  secar-se corretamente após o banho, não andar descalço em pisos úmidos  e evitar o uso de calçados fechados contribuem para evitar essas indesejadas doenças, além de deixar a pele mais bonita.

Os tratamentos estéticos não precisam mais ser interrompidos no verão. Na Clínica Andrea Botto os pacientes contam com técnicas a laser, que combinam as tecnologias Erbium e ND Yag, que  promovem a melhora da textura da pele, estimulando a produção de colágeno, enquanto reverte danos causados pelo sol que podem ser realizados no verão, como os tratamentos para rejuvenescimento facial, cicatrizes de acne, manchas, estrias, entre outros.